Perfume de Champagne

Almir Guineto


Hoje não quero ver ninguém chorando
Se rebaixando pra solidão
Quero a luz desse ambiente bem acesa
E um perfume de champanhe
Solto pelo ar, vou cantar
Lar meu doce bar
Sei lá, sei lá, sei lá

Por essa razão
Meu coração precisa entrar em festa
Há muito tempo a solidão infesta
Sei lá, sei lá, de amor se mereço sofrer
Sei lá se fiz por merecer

Hoje a alegria quer trocar de bem comigo
E sou capaz de apostar se for preciso
Que nesse papo de amor ninguém sai vencedor
Por que trazer pra mesa dissabor?

Vem, me traz mais um trago
Deixa, amanhã eu pago

Pendure a minha amargura
Hoje ninguém me segura
Se for falar de tristeza
Não vai sentar nesta mesa

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Almir Guineto / Adalto Magalha / Vanilda Bazeth. Isn't this right? Let us know.
Sent by Camila. Revised by 2 people . Did you see an error? Send us your revision.