Voa purpurina e vai pousar em outros cabelos
Se aqui nos meus já não quer se emaranhar
Vai procurar outro pouso, mas leve o meu zelo
Bem de leve, assim, pra eu poder te acompanhar

Desse jeito, assim, bem liberto de cuidar
Pó pirlimpimpim, cê foi feita pra voar

E quem sabe nesse voo há de encontrar
Mil cantos e histórias pra contar
E aí se um dia ocê quiser voltar
A porta sempre aberta vai estar

Voa purpurina e vai, deslize entre meus dedos
Fique um pouco aqui, deixe um tanto escapar
Vai procurar outras mãos, seu novo aconchego
Seu encanto, enfim, e outras cores pra pintar

Num baile sem fim, uma dança em pleno ar
Pó pirlimpimpim, cê foi feita pra brilhar

E quem sabe nesse voo há de encontrar
Mil cantos e histórias pra contar
E aí se um dia ocê quiser voltar
A janela sempre aberta vai estar

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct