Aí, malandragem, não adianta!
Nesse barco não viaja mané!

No meu barco só vai quem eu quiser
No meu barco só vai quem eu quiser
No meu barco só vai quem eu quiser
No meu barco só vai quem eu quiser

Meu barco sai da Praça XV
Com destino a Macaé
Levando a moçada para o pagode
E a ordem do dia é não levar mané
Só vai mesmo o malandro rife
Pra corujão não se ligar no endereço
O único papo de cadeado
É não vi, não sei, não conheço

No meu barco só vai quem eu quiser

Não vai fim de festa, nem dedo duro
Nem fim de estrada também
Nem fim de barraco, nem dedo de gesso
Pra não caguetar ninguém
Nem meio pau, nem meio tijolo
Porque é o maior rabo de foguete
Pra quem não estiver me entendendo
Tudo isso quer dizer caguete

No meu barco só vai quem eu quiser

Este time de comédia não vai poder viajar
Porque não respeita aquela lei
De ver, ouvir e calar
Tudo o que se passa no pagode
Sai caguetando depois
Batendo pra Deus e o mundo
Que a rapaziada dá dois

No meu barco só vai quem eu quiser
No meu barco só vai quem eu quiser
No meu barco só vai quem eu quiser

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Sarabanda / Zé Dedão Do Jacaré. Isn't this right? Let us know.