George trabalhava na oficina há dez anos
Só fazia aquela droga do serviço mais imundo
O patrão era um porco esclerosado e pressionava
Mais e mais e mais e mais e mais e mais

- Lá vem o papai!
Pô, me deixa em paz, me deixa em paz!

George até bebia, era a fuga da pressão
No boteco se enterrava e afogava a frustração
Nem brincava com a filha, espancava a mulher
Sua cara no espelho estava mal, estava mal

- Lá vem o papai!
Não quero saber, nem escutar nem explicar!

Sexta feira, dez da noite
Chegou em casa alcoolizado
Sua filha e a mulher foram embora
George estava arruinado!

Ele começou a pensar
Veio o mundo inteiro parar
Percebeu que era besteira
Sendo pobre a hobi a vida inteira

Vaaaai!

George deu um fuck para o fuck do patrão
E volta pro campo sem sujeira e sem pressão
Não, não enriqueceu, mas a cara melhorou
Sexta feira à noite faz os shows de fuck'n'roll

- Lá vem o papai!
Bora, vamo logo que o show vai começar!

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct