Photo of the artist MC Hariel

Olhar Vermelho (part. Malla MC)

MC Hariel


Nossa humildade vale mais do que bala no pente
Esse olhar vermelho, tá na cara que nós fuma
Bota o Mizuno Wave pra corrida atrás dos peixe
E a nossa malandragem foi um presente da rua

Derrete mais uns K que eu quero uma corda bem louca
Elas vão dançar pelada, desinibindo a censura
Pra quem se importou com o preço, hoje vai levando nas folha
Perseguidores do Don, nós vai te pegar na curva

Celular moderno é contato pra puta e grana
Desde menor, ciente que nós ia dar problema
Era incalculável o feito das minhas façanhas
E hoje nós tamo aqui fodendo com teu sistema

Enquanto os malote empilha no vai e vem das nota
Use com sabedoria de uma forma que até sobra

E hoje corta a Grande São Paulo dentro de uma naveira
Vendo os bico firmão igual prego na areia
Falta o Bic e o querosene, fogo na inveja alheia
E alguém avisa lá, meu bonde é sem fronteira

E hoje corta a Grande São Paulo dentro de uma naveira
Vendo os bico firmão igual prego na areia
Falta o Bic e o querosene, fogo na inveja alheia
E alguém avisa lá, meu bonde é sem fronteira

Nossa humildade vale mais do que bala no pente
Esse olhar vermelho, tá na cara que nós fuma
Bota o Mizuno Wave pra corrida atrás dos peixe
A nossa malandragem é um presente da rua

Derrete mais uns K que eu quero uma corda bem louca
Elas vão dançar pelada, desinibindo a censura
Pra quem se importou com o preço, hoje vai levando nas folha
Perseguidores do Don, nós vai te pegar na curva

Celular moderno é contato pra puta e grana
Desde menor, ciente que nós ia dar problema
Era incalculável o feito das nossas façanhas
E hoje nós tamo aqui fodendo com teu sistema

Enquanto os malote empilha no vai e vem das nota
Use com sabedoria de uma forma que até sobra

E hoje corta a Grande São Paulo dentro de uma naveira
Vendo os bico firmão igual prego na areia
Pega o Bic e o querosene, e fogo na inveja alheia
E alguém avisa lá, meu bonde é sem fronteira

Nós corta a SP dentro de uma linda naveira
Vendo o bico firmão igual prego na areia
Falta o Bic, o querosene, e fogo na inveja alheia
E alguém avisa lá, meu bonde é sem fronteira

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct