A chuva encharca o telhado do rancho
Como se o céu chorasse por você também
Sentindo tua falta, eu vivo a saudade
Na espera que o mate me aqueça do frio

Teu cheiro exala das flores colhidas
Que, no teu abandono, vão envelhecendo
Não nasce alegria onde há tua ausência
Que aqui se revela em pelegos vazios

Vem mudar esta paisagem, não há paz neste silêncio
Sem ouvir tua cantilena, não consigo adormecer
Solidão bate na porta e se arrancha pelos cantos
No abandono desta noite, fiz milonga pra você

A lembrança é um elo entre o passado
E a tristeza do agora, presente, sem fim
E as águas dos olhos que caem do rosto
Se aquecem no mate e voltam pra mim

Vem mudar esta paisagem, não há paz neste silêncio.........

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct