Photo of the artist 3030

Febre da Mudança (part. Emicida)

3030


[Rod]
Ei
Alquimia
3030, ahn

Todo ser humano inquieto, visa ser completo
Herança verde pros meus neto ao invés de só concreto
Diziam: Quem morre vai pro céu
Eu quis ser astronauta
Porque pra mim os que já morreram são os que fazem falta
Quem sabe o contato em outro plano é o reencontro, mano
Coração bate com a batida e aumenta os meus sinais vitas
Rimas são como desenhos, espirituais, vitrais
Eu trouxe tudo que tenho, menos o que eu deixei pra trás
Meditações como se Buda morasse aqui em cima
Visões além da retina, missões além rotina
Cuspi no sol como se a boca mandasse no clima
Meu rap é tipo chuva forte, meteorologia
Realidade, ele é somente o que sua mente cria
Sangue, suor e lágrimas, reprogramem as máquinas
Humanos, somos pragas, pois desperdiçamos dádivas
Século vinte e um e deus é uma TV de plasma

[Bruno]
Viver, sorrir, sentir a paz chegar
Esquecer o mal que passou
Peço a Orixá o melhor pra mim
E o resto é proteção
Promessa, promessa

[LK]
Ahn, mas que saudade eu tenho da Bahia
Se ao menos escutasse o que meu pai dizia
Larguei o chão de barro, era feliz e nem sabia
Provei do improvável e degustei do mundo amargo
Lutei um sparring contra mim mesmo
Eu me esbarro e me esvazio
E se eu me sujo igual foligem
Ainda flutuo igual folhagem
Ahn, eu já te dei a planta
Eu mudei o quadro
Eu pintei a tela em branco
E fugi a nado
Inundei o lago e virei o monstro
Larguei minha grana em banco
E vivi sem nada, eu venci a praga
Eu andei no mar vermelho
Caminhei em cactos
Eu desfiz carmas, fiz meus pactos de luz
Missões sagradas
Eu tô vivo
Renascendo sábios, eu pisicografei minha alma
E vi multidões de lagos
Eu mudei minha postura, hoje sou calma como a fúria
Num planeta purgatório
E se a terra é um hospital eu trago a cura
Eu tô na febre da mudança

[Emicida]
Essa corrida, tipo um flash, cega
O zig investe, chega com um cast mega
Tipo a peste negra (carai!)
Furious and fast, nigga
Diga sem marra se não somos cigarras em corpos de formiga
Adulto tem luta, criança tem briga
Meu teste, a liga, 2006, anthrax, nas linhas inimigas
Jack, sigo contra mestre figa
Pois toda cor nessa palheta me chama de rainbow best, miga
Sem gato por lebre, de fato a lebre
Partiu de um casebre pra hoje ser festa, igual Mocidade Alegre
É sobre mitar, São Paulo imita
Bem Pabllo Vittar, eu vim pra irritar
Problema é de vocês
Voei alto, tipo Luke Skywalker
No país que dá mais passo pra trás do que Michael no moonwalker
Divididos entre haters e stalkers, não minta
O Emicida é o futuro, já tá em 3030!

[Bruno]
Viver, sorrir, sentir a paz chegar
Esquecer o mal que passou
Peço a Orixá o melhor pra mim
E o resto é proteção
Promessa, promessa

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct