Nem todo o beijo é pecado
Nem toda fruta é maçã
Nem todo réu é culpado
Nem toda culpa é cristã
Nem toda carta é marcada
Nem toda lente é ray-ban
E nem toda noite é noitada
Nem toda luz é manhã

Nem todo o beijo é pecado
Nem toda fruta é maçã
Nem todo réu é culpado
Nem toda culpa é cristã
Mas nem toda carta é marcada
Nem toda lente é ray-ban
E nem toda noite é noitada
Nem toda luz é manhã

Por isso eu exijo respeito
Por teu desmantelo
Teus olhos vermelhos
Se vendo no espelho
E querendo voar

Por isso eu exijo respeito
Por tuas palavras
Na boca da noite
Na boca do bobo da corte

E nem todo o beijo é pecado
Nem toda fruta é maçã
Nem todo réu é culpado
Nem toda culpa é cristã
Ói, nem toda carta é marcada
Nem toda lente é ray-ban
E nem toda noite é noitada
Nem toda luz é manhã

Por isso eu exijo respeito
Por teu desmantelo
Seus olhos vermelhos
Se vendo no espelho
E querendo voar

Por isso eu exijo respeito
Por tuas palavras
Na boca da noite
Na boca do bobo da corte

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Alçeu Valença. Isn't this right? Let us know.
Sent by Charles. Revised by 4 people . Did you see an error? Send us your revision.