Photo of the artist Altemar Dutra

Valsa Para Qualquer Esquina

Altemar Dutra


Ouve amor,
O trovador sou eu,
E vim falar de amor,
Do amor que se perdeu.

Da solidão que em mim,
Parece não ter fim,
Eu sou o trovador,
Que canta em teu louvor.

Sim, perdão,
Eu te darei e dou,
E no meu violão,
A dedilhar a dor,
Meu coração,
Tu as de ouvir, neste meu canto,
E com pena do meu pranto,
Nunca mais me deixarás.

O lua, ouvis-te tantas serenatas,
Mas me diz se entre as ingratas,
Mais ingrata, do que ela apareceu,
Se houve tanto amor, tanta paixão,
Uma canção, e algum cantor,
Mais triste do que eu.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct