Alguém, as vezes me telefona,
Querendo trazer a tona,
O que eu procuro esquecer,
Alguém, que por maldade ou malícia,
Dá sempre aquela notícia,
Que a gente não quer saber.

Alguém,
Há sempre alguém que pergunta,
E na pergunta é que vem junta,
Uma ironia, sem razão,
E eu, desligo e nada respondo,
Pois este amor eu não escondo,
Sempre que canto, uma canção.

E eu, desligo e nada respondo,
Pois este amor eu não escondo,
Sempre que canto, uma canção.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct