No céu de estrelas lavado
Pelo luar que beija o chão
Nasce um cinzento azulado
Que me aquece o coração

Como o tempo seca o pranto
Adormece a própria dor
E vejo com desencanto
Passar o tempo do amor

No seu correr tudo leva
Na fúria da tempestade
Se parte nunca mais chega
Chega em seu lugar saudade

Meu Deus como o tempo corre
No tempo do meu viver
Parece que o tempo morre
Mesmo antes de nascer

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct