Amarelo, Azul e Branco (part. Rita Lee)

Anavitória


Deixa eu me apresentar
Que eu acabei de chegar
Depois que me escutar
Você vai lembrar meu nome

É que eu sou de um lugar
Onde o céu molha o chão
Céu e chão gruda no pé
Amarelo, azul e branco

Eu não sei
(Não sei)
Não sei diferenciar você de mim
Eu não sei
(Não sei)
Não sei diferenciar

Ao meu passado
Eu devo o meu saber, e a minha ignorância
As minhas necessidades
As minhas relações,
A minha cultura e o meu corpo
Que espaço meu passado deixa pra minha liberdade hoje?
Não sou escrava dele.

Eu vim pra te mostrar
A força que eu tenho guardado
O peito tá escancarado
E não tem medo não
Não tem medo
Eu canto pra viver
Eu vivo o que tenho cantado
A minha voz é meu império
A minha proteção

Eu vim pra te mostrar
A força que eu tenho guardado
O peito tá escancarado
E não tem medo não
Não tem medo
Eu canto pra viver
Eu vivo o que tenho cantado
A minha voz é meu império
A minha proteção

Meu caminho é novo, mas meu povo não
Meu coração de fogo vem do coração do meu país
Meu caminho é novo, mas meu povo não
O norte é a minha seta, o meu eixo, a minha raiz
E quando eu canto cor
E quando eu grito cor
Quando eu espalho cor
Eu conto a minha história

(Não sei)
(Não sei)
(Não sei diferenciar você de mim)

(Não sei)
(Não sei)
(Não sei diferenciar)

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Ana Caetano / Vitória Falcão. Isn't this right? Let us know.
Sent by Rivaldo. Revised by 2 people . Did you see an error? Send us your revision.