A Nave dos Arrependidos

Angela Maria


Espera, há uma nave dos arrependidos,
Não condenemos ao naufrágio do passado,
Pelo que foi o nosso amor, eu te suplico,
Espera, ainda tenho nestas mãos, primaveras,
Cada flor tem, tem carícias que renovam,
A esperança que só nasce do perdão.

Espera um pouco, um pouquinho mais,
Eu tenho tanto para te entregar,
Espera um pouco, um pouquinho mais,
O teu amor vai me matar.

Espera um pouco, um pouquinho mais,
Eu tenho tanto, para te entregar,
Espera um pouco, um pouquinho mais,
O teu adeus vai me matar.

Espera, ainda tenho alegrias a entregar-te,
Tem mil noites de amor, de amor para beijar-te,
E minha vida, meus sonhos para dar-te,
Espera, nada seria o amanhã se tu partisses,
E até permito que teu amor, teu amor, seja mentira,
Te adoraria mesmo assim por isso espera.

Espera um pouco, um pouquinho mais,
Eu tenho tanta para te entregar,
Espera um pouco, um pouquinho mais,
O teu adeus vai me matar....

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct