Quem quiser dizer que fracassei, pode dizer
Quem quiser falar do mal que é meu, pode falar
Quem quiser zombar da dor que é minha só
Que zombem então
Ninguém pode é sentir o que sente o meu coração

Falar, zombar, sorrir, é fácil, muito natural
Difícil é suportar, calada assim
A dor da ausência de quem se quer bem
Então critiquem e me condenem
Só Deus há de entender enfim
O pranto é meu, o mal que é meu
A dor em mim

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct