Um cometa está em órbita
Para mostrar sua beleza
Há solidão em seu caminho
Mas ele esconde sua tristeza

O seu mistério nos atrai
Pois não sabemos por onde andou
Há anos-luz atrás
Não se sabe o que ele encontrou

O universo guarda as almas
Que brilharam na vida
E agora brilham no céu... À noite

Nunca descobriremos
Se ele tem segredos
Se há habitantes do passado
Perdidos em buracos negros
Se existem prisioneiros lá
Pessoas que já morreram aqui
E por só saberem odiar
Suas memórias nunca irão sumir

O universo guarda as almas
Que brilharam na vida
E agora brilham no céu... À noite

Quem aceitava a imperfeição
Por saber que não era perfeito
Hoje são o infinito para os nossos olhos
Pois tornam mínimos os nossos defeitos

Em todo jardim
Tem espinhos e veneno
Você destruiría um
Porque apenas machucou o dedo?
Você declararia guerra
À quem feriu o seu orgulho?
A extinção na Terra
De quem não o ajudou

O universo guarda as almas
Que brilharam na vida
E agora brilham no céu... À noite

Quem aceitava a imperfeição
Por saber que não era perfeito
Hoje são o infinito para os nossos olhos
Pois tornam mínimos os nossos defeitos

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct