Flagrante

António Zambujo

vistas 3.602

Bem te avisei, meu amor
Que não podia dar certo
E que era coisa de evitar

Como eu, devias supor
Que, com gente ali tão perto,
Alguém fosse reparar
Mas não!
Fizeste beicinho e,
Como numa promessa,
Ficaste nua p'ra mim

Pedaço de mau caminho
Onde é que eu tinha a cabeça
Quando te disse que sim?

Embora tenhas jurado
Discreta permanecer
Já que não estávamos sós

Ouvindo na sala ao lado
Teus gemidos de prazer
Vieram saber de nós

Nem dei pelo que aconteceu
Mas mais veloz e mais esperta
Só te viram de raspão

A vergonha passei-a eu
Diante da porta aberta
Estava de calças na mão