Bailarina, o seu corpo tão decente quando nu
Chega enfim aos braços meus
E eu sei que você ao se deixar tocar
Me dará prazer de ser um mortal imortal

Bailarina, o seu corpo tão decente quando nu
Chega enfim aos braços meus
E eu sei que você ao se deixar tocar
Me dará prazer de ser um mortal imortal

De ser um mortal capaz de amar você

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct