Derererererererê, dererererererê
Derererererererê, dererererê

Já não aguento mais ouvir tanta besteira
Deu com o pé no saco, até parece brincadeira
Deu até vontade de sair mais tarde
E trombar os manos que eu não vejo há muito tempo

E eu que sou tranquilo, até tô tendo uns grilo
Final de semana você nunca tá comigo e só
Sozinho, eu fico todo pensativo
Será que é esse mesmo o caminho, ou será melhor?
Ou será melhor?

Fazer o quê se eu amo essa desgraça?
Que me faz tão feliz, não é por nada
Pra isso, ela sabe, tem o dom
E, embaixo do edredom, sempre me mata

Fazer o quê se eu amo essa desgraça?
E as suas teorias abstratas
Pra isso, ela sabe, tem o dom
E, embaixo do edredom, sempre me mata

Derererererererê, dererererererê
Derererererererê, dererererê

Derererererererê, dererererererê
Derererererererê, dererererê

Eu já não aguento mais ouvir tanta besteira
Deu com o pé no saco, até parece brincadeira
Deu até vontade de sair mais tarde
E trombar os manos que eu não vejo há muito tempo

E eu que sou tranquilo, até tô tendo uns grilo
Final de semana você nunca tá comigo e só
Sozinho, eu fico todo pensativo
Será que é esse mesmo o caminho, ou será melhor?
Ou será melhor?

Fazer o quê se eu amo essa desgraça?
Que me faz tão feliz, não é por nada
Pra isso, ela sabe, tem o dom
E, embaixo do edredom, sempre me mata

Fazer o quê se eu amo essa desgraça?
E as suas teorias abstratas
Pra isso, ela sabe, tem o dom
E, embaixo do edredom, sempre me mata

Derererererererê, dererererererê
Derererererererê, dererererê

Derererererererê, dererererererê
Derererererererê, dererererê

(Mais um pouquinho de derê)

Derererererererê, dererererererê
Derererererererê, dererererê

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct