Filhotinho de labrador, um barbudo lenhador, castelo assombrado desses filmes de terror
Scarpin de Cinderela, candelabro à luz de vela e todo o pôr do Sol quando ele é visto da janela

Seria bacana se você visse também
O mesmo formato que eu sempre vejo naquela nuvem

Seria bacana se você visse também
O mesmo formato que eu sempre vejo naquela nuvem

Um cupido, o arco e a flecha, menininho de bicicleta e o porquinho gordo onde cê guarda suas moedas
Tartaruga e tubarão, um vulcão em erupção, porta de saída da caverna do dragão

Seria bacana se você visse também
O mesmo formato que eu sempre vejo naquela nuvem

Seria bacana se você visse também
O mesmo formato que eu sempre vejo naquela nuvem

Eu vejo a Etiópia sem fome e as nossas favelas sem guerra
E os nossos terráqueos na boa honrando o nome de Deus nessa terra
Vejo Mariana sem lama
Vejo a punição dos culpados
Vejo todo bom brasileiro bem representado por seus deputados

Seria bacana se você visse também
O mesmo formato que eu sempre vejo naquela nuvem

Seria bacana se você visse também
O mesmo formato que eu sempre vejo naquela nuvem
Naquela nuvem, naquela nuvem, naquela nuvem

Despido de todas vaidades do mundo, seu corpo nu vem

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct