A prece foi escrita manuscrita
E até hoje está restrita
Aos espíritos de fé

Contam que os guerreiros de Aruanda
Cantam as bandas de outras bandas
Uma oração cantada para manterem-se de pé

A primeira vez que alguém ouviu
Foi quando o barco partiu
E o negro cantou solitário para a lua e Iemanjá
Mas quando se juntam cantam juntos
E pedem luz e energia positiva a Oxalá

Eu peço pra me proteger
E peço pra me guiar
E peço pra te proteger
E peço pra te guiar

Ao acreditar num rei maior
Não se sentiam mais tão sós
E resolviam o que querer pra si

Elevaram os seus pensamentos
Interpretaram momentos
Como lições que um dia teriam que vir

Na última vez que alguém ouviu
Foi quando um coração se abriu
Por acreditar que o amor por si só
Muda o mundo ao redor

E tocaram tambores, esqueceram dores
E em meio a fumaça e cores
Os guerreiros vão cantar

Eu peço pra me proteger
E peço pra me guiar
E peço pra te proteger
E peço pra te guiar

E peço pra me proteger
E peço pra te guiar
E peço pra te proteger
E peço pra me guiar

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Ben Roots / Flávio Renegado. Isn't this right? Let us know.