Quase prendem meu disco
Houve um disse me disse
Pintaram o diabo
Só porque em outro samba
Eu pedi para um homem não ser condenado

Fala mais alto a justiça lá do céu
Que atire a primeira pedra aquele que nunca foi réu
Fala mais alto a justiça lá do céu
Que atire a primeira pedra aquele que nunca foi réu

Eu sei que errar é humano
Na vida é comum, tem a primeira vez
Mas vale é ser consciente, pois muito inocente
Já pagou por aquilo que não fez
É que a balança da justiça social
Só pesa pra lei escrita, isto não está legal
É que a balança da justiça social
Só pesa pra lei escrita. Isto não está legal

Quase prendem meu disco
Houve um disse me disse
Pintaram o diabo
Só porque em outro samba
Eu pedi para um homem não ser condenado

Fala mais alto a justiça lá do céu
Que atire a primeira pedra aquele que nunca foi réu
Fala mais alto a justiça lá do céu
Que atire a primeira pedra aquele que nunca foi réu

Meus versos sem ser intelecto
Busca o mais certo para o bom viver
Eu sou o joio e o trigo, a mistura de amigos
Razão do meu ser
Eu sou a parte de quem foi e de quem fica
Sou elo da sociedade que o bom nome identifica

Quase prendem meu disco
Houve um disse me disse
Pintaram o diabo
Só porque em outro samba
Eu pedi para um homem não ser condenado

Fala mais alto a justiça lá do céu
Que atire a primeira pedra aquele que nunca foi réu
Fala mais alto a justiça lá do céu
Que atire a primeira pedra aquele que nunca foi réu
Fala mais alto a justiça lá do céu
Que atire a primeira pedra aquele que nunca foi réu

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Bezerra Da Silva. Isn't this right? Let us know.