Quando vi tudo acabar, quando não sabia mais
o que era amar alguém, sei que nem olhei pra trás
e veio você, assim, do jeito como é.
Leve tudo o que quiser, leve tudo o que eu tiver,

e eu sei, que talvez isso não traga você
pra mim, talvez um dia se isso acontecer
vou ver, um sol brilhar depois de anoitecer.

Refrão:
Cessem, a minha garganta.
Calem, minha vida a dançar.
Um dia a casa cai com dragões pelo ar,
mas eu não convenço você a vir aqui.

Quando achei que era impossível qualquer coisa acontecer,
me trancava no escuro, vendo o nada acontecer
mas já não é, assim, porque você apareceu;
já posso sonhar com alguém, não duvide sobre

que eu já sei, que não quero acordar pra ter
você aqui; talvez um dia se isso acontecer
vou ver, um sol brilhar antes de amanhecer.

Refrão

Vou me perder, nesse lugar, num sol que há lá
pra noite se acabar.
Vou me perder, nesse lugar, num sol que há lá
pra noite se acabar.

Não há preto, só há branco, nesse canto
em que eu vou te levar.

Cessem, a minha garganta.
Calem, minha voz a dançar.
Onde quer que eu vá, onde você está
não convenço você, a vir aqui.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct