Ninguém anda
A cidade infla
Monóxido de carbono
Respira

Correndo por dinheiro
Falta tempo pra viver
Vivendo enjaulado
Nessa prisão
O que quer não é o que se tem
Amanhece cinza
Nessa selva de concreto

Abre a janela a procura de um deus
Pra ouvir suas preces
Mas ele não esta ali
Nem aqui
O som que se ouve
São dos trilhos do trem

No limite do tempo
No limite da estação
Eles gritam por algo que aqueça
Eles querem ver o sol
Querem comida na mesa

Abre a janela à procura de um deus
Pra ouvir suas preces
Mas ele não esta ali
Nem aqui
O som que se ouve
São dos trilhos do trem

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct