A Ilha e o Barquinho

Chico Rey e Paraná

vistas 3

Eu sou uma Ilha rodeada de pranto por todos os lados
No grande oceano de meu abandono e desilusão
Você é o barquinho que passa sereno ao sopro da brisa
E vai sobre as ondas de espumas brilhando ao sol de verão
Por que você passa feliz e não para, pra ver nesta ilha
Se ainda existem as flores se abrindo à beira do mar
Se há borboletas e aves cantando conforme cantavam
Se sobre a folhagem o orvalho ainda brilha a luz do luar

Eu sou ilha deserta
No mar da solidão
Só pedras e espinhos
Existem no meu chão
Você? Pequeno barco
Há muito tempo atrás
Partiu levando embora
Meu sonho, minha paz

Eu sou uma ilha nos mares desertos sem sombra de nuvem
Cobrindo meu mundo para proteger-me do sol e calor
Aqui me visitam estrelas esparsas que somem depressa
E o beijo das ondas salgando meus lábios com febre de amor
Você é o barquinho com velas abertas ao sopro do vento
Buscando outras ilhas nos mares distantes para ancorar
As brancas espumas parecem bordados no espelho das águas
Altar onde espero que venhas um dia comigo casar