Vivemos em dois mundos diferentes
Eu sou a solidão
E tu é grande corrente
Nós dois buscamos luz entre a gente
Eu, com o coração
Tu, com a mente

Vivemos separados por uma ponte
De um lado a verdade
Do outro os serventes
Cruzando sem parar as duas metades
Eu caio sem querer
Ou voo de repente

Sem Lua não há Sol
Sem luz, a sombra ausente
Sem céu não há terra
Sem ti, nenhum presente
Sem ti não tenho ar
E morro lentamente
Eu sou tua liberdade
Tu me condenas à morte

Vivemos em dois mundos diferentes
Eu sonho por sonhar
Tu fazes o que sentes
Sou paz e em tempestade, luto de frente
Tu sabes ocultar
Sou transparente

Sem Lua não há Sol
Sem luz, a sombra ausente
Sem céu não há terra
Sem ti, nenhum presente
Sem ti não tenho ar
E morro lentamente
Eu sou tua liberdade
Tu me condenas à morte
À morte

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct