A saudade lembra
Quando águas mansas
Eu regava meu matinho, meu girassol
De lembranças tantas
Lembro do teu olhar
Sob a luz de pirilampos
Que voavam pelos campos
Entre matos e barrancos, ao luar

A saudade lembra
Quando águas mansas
Eu regava meu matinho, meu girassol
Se lembranças tantas
Lembro do teu olhar
Sob a luz pirilampos
Que voavam pelos campos
Entre matos e barrancos, ao luar

Joga lenha na fogueira
Cinzas de saudades vão ficar
O amor que eu lhe devo
Deixe que eu vou lhe pagar
Na lagoa em que te beijo
Eu sei que é certo
E pode vingar
Esse amor

Tacunderundá
Tacunderundá
Tacunderundá
Tacunderundá
Tacunderundá

Solta um beijo pra cá
Tacunderundá
Deixa o vento levar
Tacunderundá

Solta um beijo pra cá
Tacunderundá
Deixa o vento levar
Tacunderundá

Solta um beijo pra cá
Tacunderundá
Deixa o vento levar

A saudade lembra
Quando águas mansas
Eu regava meu matinho, meu girassol
De lembranças tantas
Lembro do teu olhar
Sob a luz de pirilampos
Que voavam pelos campos
Ente matos e barrancos, ao luar

Joga lenha na fogueira
Cinzas de saudades vão ficar
O amor que eu lhe devo
Deixe que eu vou lhe pagar
Na lagoa em que te beijo
Eu sei que é certo
E pode vingar
Esse amor

Tacunderundá
Tacunderundá
Tacunderundá
Tacunderundá
Tacunderundá

Solta um beijo pra cá
Tacunderundá
Deixa o vento levar
Tacunderundá

Solta um beijo pra cá
Tacunderundá
Deixa o vento levar
Tacunderundá

Solta um beijo pra cá
Tacunderundá
Deixa o vento levar

A saudade lembra
Quando águas mansas
Eu regava meu matinho, meu girassol
De lembranças tantas
Lembro do teu olhar
Sob a luz de pirilampos
Que voavam pelos campos
Entre matos e barrancos ao luar

A saudade lembra
Quando águas mansas
Eu regava meu matinho, meu girassol

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: JR / Marco Ferraz. Isn't this right? Let us know.
Subtitled by Ana. Revised by 2 people . Did you see an error? Send us your revision.