Heihei-hoho

Estranho e nocivo se acaba, se morde
Cuspindo pra cima
Matando o quanto pode

Heihei-hoho

Não crê em estátuas
Não para em fronteiras
Vive à própria mortalha
Não carrega bandeiras

Por aí, deserto ou selva
Calçada, qualquer viaduto
Não quer mais, agora quer menos
Noite e crepúsculo

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct