Milhões de idéias surgem dentro da sua cabeça
Com tanta informação vinda de fora já não vê com clareza
Que a influência da mídia corrompeu as suas certezas
E agora enxerga com olhos de quem não quer ver

O descaso com a vida
Somos tratados como marginais
Julgados, iludidos
E impedidos de buscar reflexão e paz
Que é pra ver se você se aliena um pouco mais
Que é pra ver se você se aliena

Veja dentro daquela caixa preta
Ou não veja nada, pois nada verás
Somente ilusões, verdades distorcidas
Pra deleite da corja abonada envolvida
Pra deleite da corja

Querem que você veja aquilo que você não quer ver mas vê
Aí chega do trabalho, janta, depois liga a TV
Um canal só mostra a velha briga de DNA
E o outro mostra aquilo que ele não pode comprar
Na novela a empregada vive como doutora
Mas aqui, na realidade (a realidade é bem outra)

E o descaso com a vida...

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct