Sou filho do Criador
Tentando vencer a dor
Procuro sempre uma porta
Em cada vento que sopra
Sou um mero navegador
Remando na sua corrente
Sou um mero navegador
Entrando na sua corrente

Pra cada onda uma prancha
Me jogo e boto pra baixo eu vou
Meu Deus, dai-me uma onda
Que caiba minha remada
Meu Deus, dai-me uma onda
Que eu dou a minha remada

Lalalaia...

Num tubo eu faço meu lar
Um templo pra flutuar
Não importa o tamanho do mar
Se Deus me abençoar
Só rezo e peço que a noite
Liberte uma sereia
Que abrace comigo a onda
Até chegar na areia

Pra cada onda uma prancha
Me jogo e boto pra baixo eu vou
Meu Deus, dai-me uma onda
Que caiba minha remada
Meu Deus, dai-me uma onda
Que eu dou a minha remada

Lalalaia...

Num tubo eu faço meu lar
Um templo pra flutuar
Não importa o tamanho do mar
Se deus me abençoar
Só rezo e peço que a noite
Liberte uma sereia
Que abrace comigo a onda
Que abrace comigo a onda
Que abrace comigo a onda
Até chegar na areia

Lalalaia...

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Dado Dolabella / Eduardo Luca. Isn't this right? Let us know.
Sent by Nayara. Revised by 2 people . Did you see an error? Send us your revision.