Na beira de um abismo
Não se pensa nada
Como num pulo do penhasco
Se jogar pra viver
Não saber onde chegar
(refrão)
Perder o medo, ir em frente, deixa-se amar
Perder o medo, ir em frente, deixa-se amar

Tente! aguente!
Mude o que pode ser mudado
Siga em frente
Perdoe seu passado
Não olhe para trás, não se transforme em sal
(refrão)
Perder o medo, ir em frente, deixa-se amar
Perder o medo, ir em frente, deixa-se amar

Viver com cicatrizes
Se ferir e se curar
O medo sempre existe e permanecerá
Abrir os braços
Fechar os olhos e pular
Abrir os braços
Fechar os olhos e pular

Medo e vingança
Só aumentam o ardor
Um presente destruído
Por lembranças do passado
Perdoar a dor
(refrão)
Seguir em frente, fechar os olhos e pular
Seguir em frente, fechar os olhos e pular

Um pulo no escuro
Certeza nem da morte
A insegurança faz parte
Como a segurança também
Conviver com as lembranças
Perder o medo, ir em frente, deixa-se amar
O seu medo não é de ver
É de não acreditar
(refrão)
Perder o medo, ir em frente, deixa-se amar
Perder o medo, ir em frente, deixa-se amar

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct