Palavras vazias completam poemas
Bebidas geladas aquecem a alma
Guitarras etílicas preenchem meus sonhos
Refletindo em meu rosto as marcas do tempo

Já sofri o bastante pra saber defender-me
De tipos iguais... Iguais a você
Meus punhos falam o que quero dizer
Não me pergunte o que penso pois irei responder

Sempre Vai Haver
Um mundo podre pra ver
Sempre Vai Haver
Quem sabe mais que você
Sempre Vai Haver
Um mundo podre pra ver
Sempre Vai Haver

Alguém dizendo o que é melhor pra mim

Pessoas vazias, vermes mamíferos
A cada dia uma nova investida
A cada palavra uma prova do nada
Refletindo em meu rosto os buracos do esgoto

Já apanhei o bastante e aprendi a bater
Em tipos iguais... Iguais a você
Meus punhos falam o que quero dizer
Não me pergunte o que penso pois irei responder

Sempre Vai Haver
Um mundo podre pra ver
Sempre Vai Haver
Quem sabe mais que você
Sempre Vai Haver
Um mundo podre pra ver
Sempre Vai Haver

Alguém dizendo o que é melhor pra mim

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct