Quando o amor imperava
No mundo do samba
Sem pseudônimos especiais
O samba era samba na veia
No morro e no asfalto
Trazendo a essência e a cultura
Em primeiro lugar

Mas infelizmente o samba
Vem perdendo a raiz
É por isso que eu sofro
Como alguém que é infeliz
Só que o samba é negro forte
E arranca a cicatriz
Dispersando a desilusão

E o samba da antiga
Emocionava multidões
Quando os seus compositores
Se juntavam como irmãos
Davam glórias a escola
Sem burgueses em ação
Exaltavam a agremiação

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct