views 34

Quando me encontro é manso o rio
Mas o silêncio me transforma em correnteza
Não é remanso meu encontro com a certeza
A alma içada se agita, o corpo exausto não se inclina.

Então me perco em mil pedaços
Ressoam músicas de uma vida inteira
E uma valsa atravessa meus sentidos
De resumos proibidos, de solfejos acanhados

Quando me encontro eu sempre refaço
O esboço de quem quero ser.

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct