Eu pensei que pudesse esquecer um amor errado
Indo embora de casa
Cortando o cabelo
Escrevendo cartas
Eu sonhei que o tempo bastaria
Que nunca mais quando fosse noite
Viria o rosto
O volume dos ombros
O cheiro de pescoço encostado

Acreditei em poder suportar certas misérias, deitada sozinha
Não percebi que o amor estava confundido às ferragens da alma
Ele vem atrás, ele vem atrás até quando estamos dormindo
Dormindo!

Eu pensei que ele aceitasse ser abandonado
Mas percebi que fica enroscado nos tornozelos da gente
Rosnando baixinho para ser ouvido até mesmo
Até mesmo debaixo de chuva
Debaixo de chuva

Eu pensei que pudesse esquecer um amor errado
Eu pensei que pudesse esquecer um amor errado
Debaixo de chuva

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Eduardo Ruiz / Fernanda Porto. Isn't this right? Let us know.