Activa tu suscripción y di adiós a los anuncios

Activar
vistas 299

De que vale a vida
Se eu não tenho a sorte
Se a alma é fraca pra que corpo forte
E pra que sorrir se não há esperança
De se ver surgir o dia da bonança
Do ferir da carne vê-se a cor do sangue
E sentir-se como um barco atolado em um mangue
A poeira pura a me sufocar
E ainda vem você pra me mandar calar
Chove chuva, traz o vento
Ressabiando a maré
Pra acabar com a dor do mundo
A dor de quem em Deus tem fé
E a chuva com o vento vem pra me fortalecer
E faz as amarguras esquecer.

Agregar a la playlist Tamaño Cifrado Imprimir Corregir Enviar la traducción
Compuesta por: Cláuido Camunguelo / Zeca Pagodinho. ¿Los datos están equivocados? Avísanos.
Enviada por Walter. Revisiones por 3 personas . ¿Viste algún error? Envíanos una revisión.

Comentários

Envie dúvidas, explicações e curiosidades sobre a letra

0 / 500

Faça parte  dessa comunidade 

Tire dúvidas sobre idiomas, interaja com outros fãs de Fundo de Quintal e vá além da letra da música.

Conheça o Letras Academy

Enviar para a central de dúvidas?

Dúvidas enviadas podem receber respostas de professores e alunos da plataforma.

Fixe este conteúdo com a aula:

0 / 500

Posts relacionados Ver más en el blog


Opções de seleção