Escravo do Teu Beijo

João Dias


Tento esquecer inutilmente,
Aquele beijo que trocamos,
Com loucura e calor,
Mas a chama ardente dos teus lábios,
Queima ainda em meus lábios,
E alimenta o meu amor,
Quanto mais eu tento te esquecer,
Mais estás presente em meu viver,
Vivo acorrentado e não desejo,
Mas confesso, infelizmente,
Sou escravo de teu beijo,

Hoje, ao te ver por mim passar,
Abraçando outro em meu lugar,
Penso, e em meu pensamento vejo,
Qual miragem de desejo,
Que sou eu a te abraçar,
E nesta ilusão, não posso crer,
Que há outro alguém, tu possas dar,
Beijos desses lábios que juraram,
Que nasceram para me beijar.

Hoje, ao te ver por mim passar,
Abraçando outro em meu lugar,
Penso, e em meu pensamento vejo,
Qual miragem de desejo,
Que sou eu a te abraçar,
E nesta ilusão, não posso crer,
Que há outro alguém, tu possas dar,
Beijos desses lábios que juraram,
Que nasceram para me beijar.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Irany de Oliveira / Lourival Faissal. Isn't this right? Let us know.