Maravilha Maravilha

José Afonso

vistas 126

Maravilha Maravilha
Venham ver o barco doido
Sem amarras que o segurem
Pela porta entra a maré
Venham ver a barco doido
Àgua cai pela chaminé

Maravilha Maravilha
Já vejo os móveis dançar
Entra a àgua pela porta
O telhado vai tombar
Quando o mar se enfurece
Andamos em rodopio
Sobre caminhos de prata
Correm lágrimas a fio