Você, Por Telegrama

Joyce


Sim, você não crê
Que eu ando sempre sem amigo
É pra beber
Um cafezinho
Vou sozinho lá no abrigo
E nem demoro
Porque choro
Só que morre
Pela tarde o peito arde
Arde dentro até que o vento
Chegue e apague o meu tormento
Que é você,
Você, sempre você.

Fui pra casa cedo
Pra esperar seu telegrama
Que me deixou sem sossego
Desde o início da semana
Acabo triste, preocupado
Que ninguém chega ao meu lado
E quem resiste ao mundo triste
De quem vive assim calado
Festa só não tem. Que drama
Você, por telegrama
Já viu. Nessa semana eu vou buscar
Você ai.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct