Sim amo a mensagem da cruz...
Té morrer eu a vou proclamar
Levarei, eu também minha cruz, minha cruz
Té por uma coroa trocar

Vivendo esquecido numa casinha velha
Não é reconhecido, suas roupas não são belas
Não ajuntou tesouros ou admiradores
E lembra do passado enquanto rega algumas flores

O jardim é pequeno na casinha afastada
Mas há um jardim imenso por dentro de sua alma
São todos os perdidos que ele trouxe a cristo
Não tem nenhum troféu mas não se importa com isso

Às vezes o dinheiro não dá pro mês inteiro
Mas ele não reclama tem deus de companheiro
Fez o melhor que podia, não se arrempende do passado
Apaixonou-se pelas almas e decidiu ser missionário

Hoje ele é bem velho, esta no fim da estrada
Suas forças já se foram é o fim da caminhada
Ele não tem riquezas que se toquem com as mãos
Mas sabe que no céu ele tem uma mansão

Ninguém se lembra dele, mas ele tem história
Pois ela esta gravada em páginas da glória
Em suas orações pede ao senhor da seara
Que levante missionários, pois esta obra não para

E quando lá na glória o velho missionário
Encontrar o mestre amado que morreu no calvário
Ouvirá de seus lábios: servo fiel e amado
Fostes fiel no pouco, sobre o muito serás colocado
Servo bom e fiel, entra no gozo do teu senhor!

Posso tendo as mãos vazias, com jesus eu me encontrar
Quantas almas poderia, ao senhor apresentar
Posso tendo as mãos vazias, com jesus eu me encontrar
Quantas almas poderia, ao senhor apresentar...

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct