No calar da noite
Osso corroído
Choro de menino
O cantar do grilo

Assovêio fino
Cachorro latindo
Mata se quebrando
Vareda subindo

E cavalo correndo
Sem ter sido espora
Cabelos trancados
Feitos por caipora
E porteira se abrindo e fechando sem hora
Os donos da noite ainda não foram embora

Não foram embora
Não foram embora
Os donos da noite ainda não foram embora

Não foram embora
Não foram embora
Os donos da noite ainda não foram embora

No calar da noite
Osso corroído
Choro de menino
O cantar do grilo

Assovêio fino
Cachorro latindo
Mata se quebrando
Vareda subindo

E cavalo correndo
Sem ter sido espora
Cabelos trancados
Feitos por caipora
E porteira se abrindo e fechando sem hora
Os donos da noite ainda não foram embora

Não foram embora
Não foram embora
Os donos da noite ainda não foram embora

Não foram embora
Não foram embora
Os donos da noite ainda não foram embora

Cachorro apanhando em plena madrugada
E caçador voltando pra casa sem nada
O frio aumentando sem ter cobertor
Gritos de raposa bem aonde estou

Procuro saída para ir embora
E tenho dificuldade, ultrapassei a hora

E já passei a hora
E já passei a hora
E tenho dificuldades para ir embora
E já passei a hora
E já passei a hora
E tenho dificuldades para ir embora

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct