Bonito não é, nem chega aos pés
Do conto de fadas que a moça sonhou
Não foi por querer, foi por convencer
De tanto forçar, ele se acostumou, não soltou

Água mole na pedra bateu
De tão dura, a pedra cedeu
Ela achou que era amor
Ele achou confortável, ficou

Não foi por amor, foi aquele domingo de cama vazia
Saudade dos filhos, da mensagem de bom dia
Medo de morrer sozinho, pressão da família
Foi tudo, menos isso que chamam de amor

Não teve pedido, nem data marcada
Nem quer casar comigo, nem beijo na escada
Em nome da solidão e da carência
Não foi por amor, foi por conveniência

Água mole na pedra bateu
De tão dura, a pedra cedeu
Ela achou que era amor
Ele achou confortável, ficou

Não foi por amor, foi aquele domingo de cama vazia
Saudade dos filhos, da mensagem de bom dia
Medo de morrer sozinho, pressão da família
Foi tudo, menos isso que chamam de amor

Não teve pedido, nem data marcada
Nem quer casar comigo, nem beijo na escada
Em nome da solidão e da carência
Não foi por amor, foi por conveniência

Não foi por amor, foi por conveniência
Não foi por amor, foi por conveniência

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Marília Mendonça. Isn't this right? Let us know.
Sent by eliassilveir4. Subtitled by Taylor. Revised by 2 people . Did you see an error? Send us your revision.