Liberdade Rennan da Penha, é Poesia sete
É o Paulinho, é o Slim, o Malak
E o Tuco, Haridade
Conexão, vamo que vamo
Bagulho é louco, então não se intromete
Por essa vocês não esperava, mó mistura louca
Poesia sete, ei

E a melodia de um dia chato
Com ela do meu lado foi o que me inspirou
Um espírito independente num bundão gigante
Por ela, nesse funk eu vou falar de amor
Não sei fazer poesia, mas que se foda
Falo tudo que eu penso
E a confusão da minha mente eu transformo em música boa

Amor é fantasia por livre escolha
Cuidado por onde anda
De dia a cidade é uma e de noite a cidade é outra
E hoje faz frio
Me dá um abraço, põe seu casaco e sai fora
Pareço vazio
Não me lembro do seu rosto quando eu precisava, na pior hora

E ela é namoradeira, mandona da Barra
Sonhando e transando
De segunda a sexta eu faço referência
Só não me compara
Não há nada igual que você conheça
As leis estão aí, então desobedeça
Tudo que vai e passa vira experiência
Uma dose de sanidade na independência, fé

Agora é hora de exaltar o amor, ser se quiser ser
Não importa o que esteja por vir, acredite em você
E mesmo que mantenham o olho gordo
E que ninguém queira te ver vencer
Esteja sempre em paz, tipo um céu azul

Eu tô sempre em paz, tipo um céu azul
Eu tô sempre em paz, quero sempre mais
Eu tô sempre em paz, tipo o céu azul
Quero sempre mais, eu tô sempre

Tey, tey, tey, como cê me explicar oitenta tiros?
Sei, sei, sei, são policiais ou são bandidos?
Deixa eu te explicar como é da fita
É simples: Respeita as mina
Negra Li, 'cença aqui, cês vão ter que ouvir
Do que eu vi, vivi e venci, tudo que aprendi
Família RZO, Sandrão, Helião, Sabotage
Nunca vão nos calar enquanto o rap existir
Não, não, não, não
Não, não, não, não

Eu tô sempre em paz, tipo um céu azul
Eu tô sempre em paz, quero sempre mais
Eu tô sempre em paz, tipo um céu azul
Quero sempre mais, eu tô sempre

Me deixa curtir o som
Me deixa curtir o som, meu amor
Me deixa sentir o som
Deixei de sentir o chão, yeah, yeah

Essa é uma história de amargar
Conheci uma garota, meu irmão, vou lhe falar
Tudo que ela tem, o jeito que ela dá, não dá pra explicar
Nem pra comparar com as outras mina que eu cantei, linda
Sabe dos vacilo que eu já dei

Disse que tamo fechado e bota fé que mudei
Sabe que sou complicado, muito complicado
Desleixado e desapegado dessas coisas que geral acha maneiro
Vamo dar um rolé no Leblon
Tu de vestidinho longo, eu de chinelo e blusão
Você suco de morango, eu gin, tônica e limão
Pique O Vagabundo e a Dama, taca chama no colchão, yeah

Deixa os inimigo pra lá
Quanto mais criticam, mais a gente ganha
E eu tô fazendo grana, tô fazendo história
Eu amo essa vida e toda a trajetória
Sempre tem vários pra atrasar
Mas hoje em dia eu sei legal quem é que soma
Sei que só o sonho pode nos salvar de
Tanta coisa ruim que temos na memória

Eu encontrei você, o clima foi tão bom
Fiz essa canção, me lembrei do seu fogo
Mas não desisti, por isso eu tô aqui
Batalhe e acredite, a vida é um sopro

Pô, nesse clima friozinho, só faltou você
Ô, menina, te juro, tô louco por você
O nosso amor a gente inventa
Finalidade era romance anos oitenta
Mas te encontrei no festival
Tocou cento e cinquenta, ritmo agressivo, baile de favela
Vai, rebola pro pai, vai, novinha, vai, descendo

Um belo dia eu sonhei ter uma vida bela
Hoje eu ando de moto pela viela
Sucessada com as gata
Evoluiu, tô naquele clima
Falando disso, daqui a pouco eu busco ela
Hoje mais cedo foi churrasco e piscina
Daqui a pouco é Netflix e umas cerva
Só eu e ela, só eu e ela

Pitbullzado Loratcho Bradock
Sempre trajado, no bolso, malote
Pitbullzado Loratcho Bradock
Sempre trajado, no bolso, malote

Dentro do carro, só balão
Cheguei no seu pedaço, princesa
Realmente você é uma deusa
Com esse sorrisão me deixa beleza
Não sei por que que as suas amigas
Não querem você tão pertinho de mim, ei
Fica, me espera na porta
Que eu já tô chegando, te encontro, isso aí

Ainda não sei o que você tem
Que me hipnotiza quando passa, me deixa sem graça
Ainda não sei o que fazer
Pra parar de pensar em nóis botando fogo em lençóis
Ó como ela vem
De blusinha e saia, se vai pra gandaia
Se não toca funk no rolê, paia
E que só fica feliz se tocar aquela do Kevin
Mas se for amor, só o Chris

Infinitas vezes repito que te ver partir me faz
Querer voltar mais rápido pra cá
Infinitas vezes repito que te ver ficar me faz
Te querer bem mais
Dona da minha cama e só

Ei, ei
E eles vão te julgar e ajudar ninguém
Importante é lembrar que tá tudo bem
Ideia boa pra trocar, cerveja no bar, hash pra fumar
Várias biatch e umas nota de cem
Ela adora o meu cheiro de marola
Joga pelada e vem enchendo a minha bola
Põe na conta do Tuêzin, depois vem ni mim
Porque se for pra ficar de miserinha, então nem volta

Eu tô no fogo, haxixe, me mostraram um beat
Quero essa bitch, ela só me enrola
Eu tô brotando na city, me manda um kit
Que se for pra fumar tudo, eu vou te mandar embora
Porque eu sou o Tuêzin, né
Nóis não fuma finin, né
Todo mundo quer ter din, todo mundo quer ser feliz, né
Todo mundo quer um bis, né
Um conversível, jet-sky e uma casa no mar

Tudo fica blues, tudo fica blue
Nosso beijo tem gosto de Royal Salute
Tem muita gente intrometida falando da nossa vida
Mas os problema resolve eu e tu e só
Você afasta de tudo aquilo que nos faz mal
Sem celular, computador, sem rede social
Não precisa se arrumar, eu já tô indo te buscar
Vou te levar pra viajar pelo mundo real
É natural dessas pessoa elas sentir inveja
Quando vê chegar no baile o casal criminal
Eu prometi te dar o mundo e depois te encher de milhão
Mas tu sabia que eu não valia um real
Linda, tempo passa, tu fica mais linda
Sei tudo que tu gosta na ponta da minha língua
Não sou nenhum Neymar, mas tu pode vir pra cá
Porque eu tô cheio de saudade do que nem vivemo ainda

DK-47, no Poesia ste
Vivia de cento e setenta e um e setenta e sete com as malandra
Mas dizia Sabotage, e eu vi que isso é verdade
Que até mesmo a malandragem vira otário quando ama
Então deixa eu te beijar
Até você sentir vontade de tirar sua roupa, tirar sua roupa
Gata, eu vou te dar os parabéns
Mas tu sabe muito bem que eu queria te dar outra coisa
Atrás de um grande homem tem uma grande mulher
Tu me mostrou que esse ditado, ele tava errado
Todo grande homem tem uma grande mulher
Que nunca tá atrás, mas fica sempre do seu lado
Se tá ruim, então não sei por que tu faz assim
Não é o fim se nós dois ainda tamo a fim
Me excluir, me bloquear é muito fácil
Difícil é ouvir essa música e não lembrar de mim

Ah, se o mundo inteiro me pudesse ouvir
Tenho tanto pra contar, porra
Que hoje a conta tá cheia, eu tô lá na varanda tipo
Deixe que diga, que pense, que fale
Deixa eu marolar que a minha gata vem
E ela é do tipo que não precisa de joia
Pois gritei com ela no peito: Encosta e fica tudo joia
Parado com ela no farol das seis
Falei que gostava de samba, ela me rendeu três
Falei que gostava de funk, ela dançou pra mim
De um jeito que fez eu apagar o contato da minha ex
Depois colou na minha casa como quem quer nada
Com cara de quem é santa, mas quer ficar pelada
Com cara de quem quer sentar, pode ficar pelada
Hoje eu preciso de você, mais nada

Baby, tu é tipo gosto de mel
Doce, quente, gruda na minha mão
Tu é cada letra do meu papel
Cada pulso do meu coração
Preta, se você tiver, eu tô
Até nas balada que tu vai
Caso contigo, se pá amanhã
Só preciso convencer seu pai

Tô tipo Don Juan, com dor de cabeça
Só se for na de baixo
De tanto comer a tua, ei
Nunca se esqueça que eu sou leal
Desde quando o show era de real
E hoje tô aqui no Poesia, porra, quem diria
Que o sonho vingaria no final, ei

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct