Eu vim de lá, de lá eu sou
Minha raíz tá cravada na favela
De lá pra cá muito mudou
Porém, não reduziu o meu amor por ela

Eu vim de lá, de lá eu sou
Minha raíz tá cravada na favela
De lá pra cá muito mudou
Porém, não reduziu o meu amor por ela

Eu vim de lá, de lá eu sou
Minha raíz tá cravada na favela
De lá pra cá muito mudou
Porém, não reduziu o meu amor por ela

Vejo os menor tirando onda na maré
É o que ameniza no dia de calorzão
Periferia é foda, falta tudo menos fé
E quem tem fé, tem tudo, melhores dias virão

Eu quero ver o menor que chama a magrela no grau
Daqui uns anos conduzindo um Meiotão
Ou então no toque girando a 18 gomão orbital
Com o som no talo, carruagem de ladrão

Vida sofrida jamais me intimidou
Sou 10 e faixa na arte do improviso
Em meio a fome, um exímio jogador
Fui goleando a miséria com meu sorriso

Eu vim de lá, de lá eu sou
Minha raíz tá cravada na favela
De lá pra cá muito mudou
Porém, não reduziu o meu amor por ela

Eu vim de lá, de lá eu sou
Minha raíz tá cravada na favela
De lá pra cá muito mudou
Porém, não reduziu o meu amor por ela

Vejo os menor tirando onda na maré
É o que ameniza no dia de calorzão
Periferia é foda, falta tudo menos fé
E quem tem fé, tem tudo, melhores dias virão

Eu quero ver o menor que chama a magrela no grau
Daqui uns anos conduzindo um Meiotão
Ou então no toque girando a 18 gomão orbital
Com o som no talo, carruagem de ladrão

Vida sofrida jamais me intimidou
Sou 10 e faixa na arte do improviso
Em meio a fome, um exímio jogador
Fui goleando a miséria com meu sorriso

Eu vim de lá, de lá eu sou
Minha raíz tá cravada na favela
De lá pra cá muito mudou
Porém, não reduziu o meu amor por ela

Eu vim de lá, de lá eu sou
Minha raíz tá cravada na favela
De lá pra cá muito mudou
Porém, não reduziu o meu amor por ela

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct