Ai, meu Deus do céu, eu fui feliz
Bebendo com você
No Bar Luiz, e hoje quem diz
Que havia um riso permanente em nossa boca, louca

A saudade assim te chamas
Revejo lamas
Você brejeira, mãos de menina
Pedindo ao Vieira a conta e nós indo dançar
Pra descerrar na Estudantina
O que há na vida da bailarina?

Que prazer com você ouvir o Noca
Na roda dos encontros cariocas
Hoje a madruga anda vazia
Quanto mais a gente enxuga rugas e agonia
Cresce no Bar da Dona Maria
A falta que faz a tua companhia

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Aldir Blanc / Moacyr Luz. Isn't this right? Let us know.