Luiz filho de Ustra, futuro ex-pobre
Mas meu rap é rico, é nobre, é seu DOI-CODI
Improviso linhas que rimam a minha vida
Mas a minha vida não é feita de improviso

Engole o riso! Até mais tarde, to estudo meus passos
Se meu coração é falho, componho sem marca-passo
Sem limite, sem dosagem, apenas espalho
Luiz o espalha rimas, onde quem espalha o lixo é você

E ninguém faz pela cultura, faz pela fama
A maioria dos sites de rap só divulga pela grana
Sem panela e anuncio pago; to chegando, corra!
Esse ano lírico tá tipo Sodoma e Gomorra

Ultima atração do show, bro', vai ser comigo
Quando eu tiver no palco, não queira ser inimigo
Eu soube da entidade e o capeta. É reteté, não ratatá!
Eu vou exorcizar a cena cá minha letra!

Hoje faço inimigos
Amanhã também dinheiro
O motivo do segundo
Vai ser culpa do primeiro

Ponho os dois no bolso
Eles vão me por no topo
Ponho os dois no bolso
Eles vão me por no topo

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct