Assim Nunca Haverá

Nego do Rap


direto de Floripa capital meu paraiso é aqui onde eu
vivo sobrevivo e multiplico tô na fita com os irmão
algumas minas na balada com os parcero no meu lado
enfrento qualquer parada mais na rua não tá facil tem
que ter disposição que se pá tamo involvido cercado de
vacilão,varios mano já se foram aqui na minha quebrada
tem que rezar todo dia pra não ir também pra vala
o beck que vai pra mente é pra trazer tranqüilidade
serve como aminezia pra esquecer desses covardes
vem de moto ou de carro pra filmar o movimento se te
pegam de presunto não vai ter nem jugamento
já chegaram no arregasso de oitão ponto quarenta um
corpo fica não chão mais uma mãe se lamenta
e a tendencia é piorar não tenho mais esperança só
consigo ver amor nos olhos de uma criança
mais só que o tempo é implacaveu no peito de um
sofredor hoje não é mais criança não lembra o que é o
amor
sentimento que um dia podia ver nos olhos se escondeu
atrás de um loco que antecipa seu velório

assim não da pra entender como um dia vira paz se num
dia morre um mano e no outro morre mais de passagen sei
que eu estou daqui não se leva a nada um dia de cada
vez é assim a caminhada
se um dia eu anda de peita tenis furado hoje tô de
doze mola e ciclone tá ligado
assim não da pra enteder como um dia vira paz se num
dia morre humano e no
outro morre mais

eu queria tá falando agora sobre a mulherada das fita
que eu fazia junto com a rapaziada
dos meus tempos de escola namorando a daniele ou se
não do figuerense jogando no Scarpelli
e agora que estou lamentos de um brasileiro que chora
vendo seus manos se matando por dinheiro
se meu verso te incomoda povo da classe mais alta porque
falo a verdade é você quem me assauta
o meu povo paga imposto discontado no salario pra
vocês viverem de rei somos feitos de otario
enquanto eu vou no posto que não faz nem curativo
você rouba meu dinheiro é você quem é o bandido os
meus tempos de moleque que eu frequentava a escola se
quissese comer alguma coisa só se eu pedisse esmola
agora que eu cresci ando com minhas proprias pernas que
se fodao todo mundo que todos vão para merda

assim não da pra entender como um dia vira paz se num
dia morre um mano e no outro morre mais de passagen sei
que eu estou daqui não se leva a nada um dia de cada
vez é assim a caminhada
se um dia eu anda de peita tenis furado hoje tô de
doze mola e ciclone tá ligado
assim não da pra enteder como um dia vira paz se num
dia morre humano e no
outro morre mais


se eu te falo tudo isso é que um dia eu já sofri a
familia que me cerca não me deixa dezistir magoar
minha coroa com sertesa não pretendo me comprar não
vai ser fácil não tenho preço não me vendo
já erre um dia eu sei eu também sou serumano com a
pistoa em minhas mão mu dedo fiko cossando
mais o amor dessa hora tomou conta do meu corpo
apagando todo o ódio menos um comedia morto
sai da que maluko vasa antes que eu mudde de ideia se
tentar rouba de novo na minha area já era
marquei bem a tua cara doi o que ele me disse com um
olhar de umilhado queria que você visse
varios dias se passarao desse acontessimento eu estava
de role éra de noite no centro
sai por tras do mercado tô virando uma eskina mais na
rua não entrei foi num beco sem saida
o comedia que outro dia la na area embasso hoje tava
acompanhado quando vei que apontou
viz de conta que nem vi prossegi na caminhada mais
não deu pra dar as costa pruma sete engatilhada já
era


assim não da pra entender como um dia vira paz se num
dia morre humano e no outro morre mais
são histirias como essas coisas do cotidiano é mina
matando mina é mano matando mano
mano tupac foi morto um assauto na madruga vida loak
pipocado tiro de uma viatura
a briga que comessou numa mesa de cinuca acabou no IML
com uma fa la na nuca
ea vida continua até quando não se sabe poucos ganhos
muitos perdem eu prefiro um impate
a menssagem foi passada quero que você em entenda na
vida nunca é tarde pare logo se arrependa
agradesso a presensa o espasso a liberdade pra fala
sobre os coxinhas os corrupitos e os covardes
me apresento pra vocês djnego na parada verdade quem
vem atoma de uma forma elaborada
rep novo de primeira som da nova geraçao cobra dj nas
picapes riscando nos bolachao marco piuta tá invouvido
só ideia que apavora eduardo vugudu tamabem é da banca
agora
tamebm tem um outro louco que tá sempre de cantinho
tamebm tá junto com o bonde todos xamao de juniho

assim não da pra entender como um dia vira paz se num
dia morre humano e no outro morre mais
de passagem sei que eu tou daqui não me leva a nada um
dia de cada vez é assim a caminhada
se um dia eu andava de peita tenis furado hoje tou de
doze mola e ciclone taligado
assim não da pra entender como um dia vira paz se num
dia morre humano e no outro morre mais


o meu bonde tá formado só maluko de atutude quem
penssa que acabou conssertesa que se iludi
hoje só tá comessando essa longa tragetoriada licenssa
abra as portas que xegou a nossa hora

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct