Refúgio (part. Pedro Martins)

O Teatro Mágico

vistas 116

Existe vida após tua vinda
Coloque a minha na bagagem
Demita a vista que não ensina
Me vista de eternidade
E de tudo que se foi
E de tudo que virá
O que se passa agora
A gente deixa como está

Atravessando nós
O silêncio da tua voz
Traz o medo que isso possa ser
O que eu não quero ouvir

O meu refúgio é teu descanso
Onde nosso sonho, em teu dormir
Domina as pausas do meu canto
Enquanto domino, o teu sorrir

E tudo que escrevi
Talvez venha a se apagar
Por enquanto a gente vive
O tempo voa devagar

Silenciando nós
Através da tua voz
Traz o medo que isso possa ser
O que eu não quero ouvir

Quando eu quiser cantar contigo
Com os anjos
Com os anjos

Quando eu quiser cantar contigo
Com os anjos
Com os anjos
Com os anjos
Vou te visitar
Dormindo

Quando eu quiser cantar contigo
Com os anjos
Com os anjos
Quando eu quiser cantar contigo
Com os anjos