vistas 163

Todos Enquantos

O Teatro Mágico


Todos meus tantos são teus
Todos enquantos
Todos meus santos, ateus!
Desde quando nosso encantamento feneceu

Finjo-me anjo, orfeu!
Alivia o alvoroço
Com o cuidado teu

Diz quanto é tanto?
Eu não sei nem bem
Por onde procurar
Há um ledo engano
Em não querer ver
Que é dom: recomeçar!

Todos meus tantos são teus
Todos enquantos
Finjo-me drama, Romeu!
Faz de conta que ainda somos
Quem nos escreveu!

Torna-te quem tu és
Canção
Clarão
Crescente
Transcender

Não arrisque crer na intuição que em vão
Nos faz desvanecer

Composición: Fernando Anitelli · ¿Ese no es el compositor? Avísanos.
Enviada por Érica, Legendado por Nicolli
¿Ha visto algún error? Envía tu correccíon.