views 13.868

Entrei na rua dela com meu carro rebaixado
No meu porta-mala escutando forró pesado
Eu logo percebi quando ela olhou pra mim
Dei a volta por cima e chamei ela pra sair
Ela aceitou o convite, a gente foi cair na farra
Duas garrafas de vinho, ficou mal intencionada
Foi no banheiro, do nada ela sumiu
Quando fui procurar, com outro cara ela sumiu

Tá rocheda, tô nem vendo
Pode crer, você merece um prêmio
Tá rocheda, tô nem vendo
Pode crer, você merece um prêmio

De mulher mais bandida do mundo
O coração que é vagabundo, vagabundo
De mulher mais bandida do mundo
O coração que é vagabundo, vagabundo

Entrei na rua dela com meu carro rebaixado
No meu porta-mala escutando forró pesado
Eu logo percebi quando ela olhou pra mim
Dei a volta por cima e chamei ela pra sair
Ela aceitou o convite, a gente foi cair na farra
Duas garrafas de vinho, ficou mal intencionada
Foi no banheiro, do nada ela sumiu
Quando fui procurar, com outro cara ela sumiu

Tá rocheda, tô nem vendo
Pode crer, você merece um prêmio
Tá rocheda, tô nem vendo
Pode crer, você merece um prêmio

De mulher mais bandida do mundo
O coração que é vagabundo, vagabundo
De mulher mais bandida do mundo
O coração que é vagabundo, vagabundo

Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Felipe Amorim / Taciana Gomes / Jhardell Medeiros. Isn't this right? Let us know.
Sent by tioTheus and translated by SubAnon. Subtitled by Júlia and Débora. Revised by 3 people . Did you see an error? Send us your revision.