Não há pecado que possa vencer
O amor derramado nessa cruz
Não há trevas que em mim essa luz
Não possa iluminar

Nessas chagas posso receber
A cura das chagas que trago em mim
Qualquer ofensa posso perdoar
No poder do amor que na cruz me perdoou

Eis o lenho da cruz
Do qual pendeu a salvação do mundo
Vinde adoremos

Eis o lenho da cruz
Do qual pendeu a salvação do mundo
Vinde adoremos
Vinde adoremos
Vinde adoremos ao Amor

Adoramos adoramos adoramos
Ao Eterno Amor
Adoramos adoramos adoramos
Ó Belíssimo Esposo

Adoramos adoramos adoramos
Ao Eterno Amor
Adoramos adoramos adoramos
Ó Belíssimo Esposo

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct